Até o fim.

Eu sempre imaginei por quanto tempo aguentaria, por quanto tempo seria capaz de fingir. Talvez não mais do que imaginasse.
Hoje eu saí da sua casa, amanhã talvez eu seja capaz de sair da sua vida.
Tudo está complicado, eu sei, tentei te fazer enxergar uma luz no fim do túnel tantas vezes... Só que pra mim não dá mais.
Eu não posso mais permanecer ao seu lado desse jeito, vendo você definhar e se desanimar com tudo que te cerca. Já gastei todos os meus argumentos.
Nunca quis te deixar. Não quero. Mas se eu não sair disso agora, talvez eu também perca minhas forças e me deixe levar pelos problemas que você me ensinou a enfrentar.
Essa noite rezei para que a minha ausência te fizesse acordar, que o sentimento que nos une seja capaz de despertar você como há muito minhas palavras já não são.
Por favor, volte pra mim. Volte pra vida. Há muito mais aqui fora, há um mundo de oportunidades e diversidades além dos nossos problemas, além do seu umbigo.
Saia da casca, saia de casa, desarme-se.
Venha ver o sol, o céu, ver gente, ver o mundo.
Venha me ver de novo.
Eu espero por você, eu amo você.
De qualquer forma, lutarei até o fim para não te deixar partir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obg! pela visita :)
volte sempre ♥