closer.

não era um conto de fadas, e ela demorou a perceber isso. sempre é difícil deixar o mundo no qual você sempre viveu para trás, e é mais difícil quando você tem que se mudar sozinho. não dá pra andar sempre em circulos, não dá pra estar sempre protegida, sempre preparada, não dá pra ser sempre a melhor, não dá pra ficar bem sempre sozinha, não dá pra viver sempre no seu mundo mágico. ela sabia que ninguém mais, ninguém além ia segurá-la pela mão agora. ela tinha que deixar seu mundo, deixar seu conto de fadas, ela tinha de se deixar, como quando foi deixada. e você nunca saberá, como é, como era, o que foi. jamais vai controlar o que sente, o que pensa, ainda mais quando ela chegar perto. tente abrir sua mente quando abrir seus olhos, e veja que não que ela não está esperando por você, não mais, não mais. Talvez você deva ser melhor, enquanto ela é livre. você não vai vê-la ao redor tão cedo, então corra até lá, e tente ser melhor, tente enquanto pode. Deixando de lado seus medos estupidos, suas idiotices que te fizeram perdê-la. Se ele criar coragem, e perder esse medo estúpido de ser feliz, de deixar com que ela o faça feliz, se ele deixar que tudo isso flua, mesmo que devagar como ele prefere. Talvez assim, ele volte a dormir, a sonhar. E ela poderá o levar dali, mas nada vai acontecer se ele não tentar, se ele não deixar.

Um comentário:

  1. nossa !
    perfeeitoooo *---------*
    demaaaaaaais *-----------*
    beijos ;**

    ResponderExcluir

Obg! pela visita :)
volte sempre ♥